Copa Sul-Americana: Dep Cali x Junior

Por
Deportivo Cali x Junior no Bumbet

Duas partidas completam a primeira rodada da segunda fase da Copa Sul-Americana na próxima quinta-feira. Pela chave 9, os argentinos do Estudíantes encaram o Nacional Potosí na altitude da Bolívia. No estádio Colosso de Palmaseca, Deportivo Cali e Junior Barranquílla fazem um duelo colombiano pela chave 8.

Saiba a situação em que chega cada um dos times para buscar a vaga nas oitavas-de-final. Os melhores odds para a Copa Sul-Americana e outros campeonatos mundo afora você encontra no Bumbet.

 

Nacional Potosí x Estudíantes

Depois de cair na primeira fase da Copa Sul-Americana em 2014, o Nacional Potosí disputa a competição pela segunda vez . O time não tem muita tradição dentro da Bolívia, e muito menos em nível internacional. Fundado em 1942, o Nacional alterna participações na elite do futebol boliviano com temporadas na segunda divisão. Possui um grande trunfo: a altitude. Seu estádio, Víctor Agustín Ugarte, se localiza três mil novecentos e sessenta metros acima do nível do mar, e é considerado o mais alto do mundo. Os torcedores do Flamengo e do Palmeiras certamente se lembram do sufoco que é jogar em Potosí. Ambos os times já enfrentaram o rival do Nacional, Real Potosí, pela Libertadores , e as cenas dos jogadores tendo que recorrer a balões de oxigênio chamaram muito mais atenção que o futebol apresentado dentro de campo. Entretanto, não se pode atribuir à altitude a classificação do Nacional. Seu adversário da primeira fase, o Sport Huancayo, também joga três mil duzentos e cinquenta e nove metros acima do mar. No jogo de ida, os bolivianos venceram por 3x1. No Peru, o Huancayo levou a melhor, mas a vitória por 2x1 foi insuficiente para garantir a classificação. Resta saber como se comportará o Estudíantes nessa primeira partida.

Dono de seis títulos do Campeonato Argentino, dois da Copa da Argentina, tricampeão da Libertadores e vencedor do Mundial Interclubes de 1968, o Estudiantes é um dos gigantes do futebol no continente, e um dos favoritos ao título. O time chegou à Copa Sul-Americana depois de ficar em terceiro lugar no grupo 1 da Libertadores, que além dos argentinos contava com Botafogo, Barcelona de Guayaquil e Atlético Nacional. Conseguiu alguns bons resultados, como a goleada de 3x0 em cima do Barcelona e a vitória por 1x0 sobre o Botafogo, mas foi muito irregular, e acabou com nove pontos e cinquenta por cento de aproveitamento. No Campeonato Argentino de 2017, o Estudiantes fez uma campanha digna, terminando em terceiro lugar, atrás de Boca Juniors e River Plate, mas sua participação na Copa da Argentina foi decepcionante. A equipe foi eliminada na primeira fase pelo pequeno Pacífico General Alvear. O técnico Gustavo Matosas anunciou que poupará alguns de seus principais jogadores, como Desábato, Braña e Dubarbier, mas deve colocar em campo o jovem Matías Ruiz Díaz, xodó da torcida pincharrata. Os recém-chegados Pavone, Lugüercio e Campi também estão relacionados para a partida. Para minimizar os efeitos da altitude, a comissão técnica do Estudiantes traçou uma estratégia de guerra. A primeira parada da delegação será em Santa Cruz de La Sierra. De lá, o grupo toma um avião na quarta-feira rumo à Sucri. Apenas no dia do jogo o time seguirá de ônibus até a cidade de Potosí. Matosas espera sair de campo pelo menos com um empate para decidir a vaga na Argentina em boa situação.

 

Deportivo Cali x Junior Barranquilla

O Deportivo Cali é o quarto maior vencedor do Campeonato Colombiano, com nove títulos. O último foi conquistado em 2015. Terminou o Torneio Apertura na segunda colocação, sete pontos atrás do Atlético Nacional.  Já disputou trinta e seis partidas esse ano, e venceu dezesseis, empatou doze e perdeu outras oito. Nas últimas cinco vezes em que entrou em campo obteve três vitórias, um empate e uma derrota. É um time que tem o ataque como ponto forte, marcou gols em 81% dos seus jogos em 2017, somando um total de cinquenta e nove tentos. A defesa foi vazada quarenta e três vezes, e permitiu que os adversários marcassem em 58% dos jogos. As participações do Deportivo Cali em competições internacionais até hoje foram discretas. Em vinte edições da Libertadores chegou à duas finais, em 1978 e 1999, sendo derrotado por Boca Juniors e Palmeiras. Essa é a sexta vez que o clube disputa a Copa Sul-Americana. A classificação dos Verdiblancos para a segunda fase foi graças ao gol qualificado. Na primeira partida diante do Sportívo Luqueño, os colombianos venceram por apenas 1x0. No Paraguai, foram derrotados por 2x1, mas marcaram como visitantes. A comissão técnica não quis adiantar a escalação que pretende colocar em campo. Héctor Cárdenas limitou-se a dizer quase todo o plantel estará à disposição, e que tem trabalhado em variações táticas para surpreender o adversário. Ele também ressaltou a importância de se construir um bom resultado nessa primeira partida para ter tranquilidade no jogo da volta.

O Junior Barranquilla chega para este confronto embalado por cinco vitórias consecutivas. Sua última derrota foi no dia dezessete de maio.Empolgada, a imprensa colombiana cunhou o termo “Juniormanía”, para se referir à lua de mel que o time vive com a sua torcida.  A participação do clube no Torneio Apertura, no entanto, foi ruim. Terminou na décima segunda colocação, com seis vitórias, cinco empates e nove derrotas. A equipe colombiana fazia uma boa pré-Libertadores, passou pelo Carabobo  com duas vitórias  e conseguiu superar o Atlético Tucumán, por 1x0, na primeira partida, mas um revés por 3x1 na Argentina pôs tudo a perder, e por isso está na disputa dessa segunda fase da Copa Sul-Americana. No histórico dos confrontos contra o Deportivo Cali, o Junior leva vantagem. Venceu dezesseis vezes, empatou nove e perdeu outras treze. Marcou gols em 79% dos jogos, e sofreu em 71%. Foi derrotado em três e levou a melhor em duas das cinco últimas partidas.

 

Horários das Partidas

13/07 – 19:15 – Nacional Potosí x Estudiantes

13/07- 21:45 – Deportivo Cali x Junior Barranquilla